Gilmar Mendes está no Twitter! O ministro do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral publicou seu primeiro tweet no dia 29 de março e já está se divertindo com seus amigos e 14 mil seguidores. Como qualquer Twitter celeb de qualidade, está misturando um pouco de humor:

Com um pouco de autopromoção:

E até mostrando aquele sorriso famoso para seus fãs:

Mas as redes sociais no Brasil exigem um outro nível de interação com seu público-alvo — e também com seus detratores. Para ter sucesso aqui no Brasil, precisa se entregar 100% e estar disposto a discutir qualquer tema. Para quem ocupa cargos de poder há décadas e talvez esteja mais acostumado a dar palestras ou decretos do que ter conversas espontâneas, a imprevisibilidade pode ser desorientadora. Quem duvida, pergunta ao Michel:

Apesar de ser um recém-chegado ao Twitter, o ministro Gilmar Mendes não é um estranho para as redes sociais, na verdade. Já processou a atriz Monica Iozzi por danos morais e ganhou R$ 30 mil (pediu R$ 100 mil) por ela ter questionado a concessão de habeas corpus ao médico Roger Abdelmassih, condenado por estuprar pacientes. Mendes determinou que Abdelmassih poderia contestar a condenação em liberdade pois não representaria mais um risco ao público. Iozzi terminou seu breve post com “Cúmplice?”, insinuando que Mendes poderia ter associação com o médico. Foi o suficiente para danificar a honra do excelentíssimo senhor. A implicação foi errada, mas o fato de uma atriz ter que pagar R$ 30 mil por expressar sua indignação também pegou mal para muitas pessoas. Talvez o Twitter seja uma plataforma para Gilmar Mendes interagir com seus críticos numa pista equilibrada e aberta antes de tomar medidas jurídicas. Seria mais vantajoso tanto para o ministro quanto para o público.

E o ministro já demonstrou que não está tímido para opinar sobre assuntos delicados e essenciais da política do país (tanto em público, como em privado). Então, com a dupla missão de procurar respostas a perguntas importantes e também ajudar o ministro pegar o jeito para alcançar toda sua excelência digital, a equipe do The Intercept Brasil respeitosamente decidiu dar-lhe as boas-vindas no Twitter e convidar o ilustre senhor para trocar uma ideia.

Ainda não recebemos nenhuma resposta do ministro, mas este post será atualizado assim que as tivermos.