2018 começou com um dos fatos políticos do ano. Em Porto Alegre, um tribunal de apelação julgou o caso conhecido como “Tríplex do Lula”. O ex-presidente tinha poucas esperanças de reverter a condenação de 9 anos e meio dada a ele em primeira instância. Piorou: teve a pena aumentada para 12 anos e um mês e corre riscos de ser preso e ficar inelegível em uma eleição que, até agora, lidera as pesquisas com folga. Preparamos uma cobertura intensa. Queríamos tratar não somente do rame-rame político e judiciário do varejo da notícia, mas mostrar as histórias laterais, as consequências reais. Conseguimos?

Hoje pela manhã, com a redação reunida, fizemos um balanço de todo o trabalho. Agora estamos aqui para conversar com vocês. Estaremos on-line na caixa de comentários desta matéria pelas próximas duas horas (quinta-feira às 15 horas até às 17h). Sintam-se livres para qualquer confronto (um pouco de educação é desejável). Se quiserem respostas de alguém em particular, citem a arroba.

Quem está respondendo: Glenn, Demori, Andrew, Anna, Ruben, Helena, Dani, Ju, Emilio.

Relembre o que demos: