Apesar de termos feito um grande ano, o Intercept perdeu muitos apoiadores no final de 2020. Por isso, precisamos trazer mais 1.000 pessoas para nosso movimento. Esse é um chamado para você que nos lê, acredita no nosso trabalho e sabe da importância dele. Se puder, nos ajude hoje com qualquer valor.

Em 2019, ganhamos o reconhecimento do público ao trazer à tona uma das maiores investigações jornalísticas da história do Brasil, a Vaza Jato. Com o destaque, veio a responsabilidade de continuar denunciando abusos, injustiças e esquemas de corrupção de toda ordem. E assim seguimos em 2020, revelando histórias que expuseram oportunistas, corruptos e exploradores que confiavam na impunidade que o poder parecia garantir.

Em 2021 queremos manter esse ritmo, mas para isso precisamos de você. Nós não temos uma família proprietária, não vendemos anúncios, não temos conteúdo pago e não enchemos sua tela de banners. Nosso jornalismo é revolucionário – e nosso modelo de negócio também.

Nosso trabalho só é possível porque acreditamos numa relação transparente e profunda com os leitores. Essa relação nos permite fazer o jornalismo que sonhamos por duas razões. Primeiro: quem nos lê e nos apoia também nos protege; é fácil fechar uma redação, mas é difícil calar um movimento. A sua ajuda também nos dá recursos para contratar mais, bancar viagens, realizar pesquisas e comprar equipamentos. Também gastamos cada vez mais com segurança – física e digital – e com advogados, o que infelizmente é uma necessidade cada vez maior na nossa profissão. Jornalismo que transforma custa caro, leva processo e não dá lucro!

Nosso compromisso é com quem nos lê.

Nosso foco é o interesse público.

Nosso método é a transparência.

Clica na imagem abaixo e vem fazer parte do Intercept hoje!

Ilustrações: Giovani Flores para o Intercept Brasil