_Notas

24 de Março de 2022, 13h00

Crítica feroz do Supremo, Thaméa Danelon já se gabou de ‘proximidade’ com Alexandre de Moraes

Procuradora disse a Deltan Dallagnol pelo Telegram que dava ‘até pitaco nos indicados para os Ministérios’ de Michel Temer.

24 de Março de 2022, 13h00

Foto: Zanone Fraissat/Folhapress

A procuradora da República Thaméa Danelon esperneou, em sua coluna semanal no jornal bolsonarista Gazeta do Povo, contra o bloqueio do Telegram determinado (e em seguida cassado) pelo ministro Alexandre Moraes, do Supremo Tribunal Federal, o STF. Para ela, a decisão foi “inconstitucional”.

Houve tempos, porém, em que Danelon se gabava da proximidade que tinha com Moraes. “Somos próximos e ele já tem me ajudado”, ela garantiu, ao então colega Deltan Dallagnol, em 7 de maio de 2016 – e, suprema ironia, pelo Telegram.

Faltavam cinco dias para Michel Temer ser alçado provisoriamente à cadeira presidencial com o afastamento de Dilma Rousseff. Dallagnol se afligia com a aprovação das dez medidas contra a corrupção – que lhe tomava parte do dia de trabalho e a atenção em incontáveis grupos sobre o assunto no Telegram. Por isso, pediu a Danelon ajuda para montar uma estratégia para a aprovação do texto.

Foi aí que Danelon revelou sua proximidade com Moraes, que fora seu professor e orientador no doutorado e à época era apenas um “suposto ministeriável”. Dias depois, ele se tornaria de fato ministro da Justiça e, em 2017, com a morte repentina de Teori Zavascki, seria nomeado ministro do STF por Temer.

Leia a conversa:

7 de maio de 2016 – Chat pessoal
Thaméa Danelon – 16:56:40 – Além disso, vou te confidenciar algo, mas é bem sigiloso
Thaméa – 16:57:07 – Eu tenho uma proximidade com um suposto ministeriável. Somos próximos e ele já tem me ajudado
Thaméa – 16:57:30 – Não conte para ninguém, mas estou dando até pitaco nos indicados para os Ministérios.
Thaméa – 17:00:15 – Não posso afirmar se meus conselhos e sugestões foram acatados, mas coincidentemente as indicações Q eu achava boa e outras Q eu não concordava estão acontecendo.
Thaméa – 17:00:21 – Mas peço sigilo ok!
Thaméa – 17:00:55 – Tb sei Q o Gov Temes irá aprovar expressamente as 10 medidas
Thaméa – 17:01:14 – diante disso, não vejo muita necessidade de articulação c todos os estados. Bjs
Thaméa – 17:01:22 – Confia aqui na sua amiga!!!!
Deltan Dallagnol – 18:09:46 – Ondeh que andava???
Deltan – 18:09:49 – Kkkk
Deltan – 18:09:53 – Que Shou Tamis
Deltan – 18:10:10 – Acho que sei quem é kkk
Thaméa – 18:10:19 – É o Alexandre kk
Thaméa – 18:10:29 – Foi meu professor e orientador de mestrado
Deltan – 18:10:33 – Sigilo claro
Thaméa – 18:10:48 – Claro Q não dá para por a mão no fogo por ninguém mas temos certo contato
Deltan – 18:10:53 – Kkkk q otimista

Como sabemos, o governo Temer não mexeu um dedo para aprovar as dez medidas de Dallagnol. Perguntei a Danelon que pitacos ela deu sobre o gabinete do emedebista. A procuradora usou a velha cantilena da Lava Jato (que ela chefiou em São Paulo) para se negar a responder.

Me disse, via assessoria de imprensa, que “não se manifesta sobre conteúdos ou supostos documentos obtidos por meio da prática de crime”.

Também questionado a respeito, o gabinete de Moraes afirmou que “não existiu nenhuma conversa da procuradora com o ministro”. Já Dallagnol preferiu não responder.

Em breve voltarei a falar sobre Danelon e sua cruzada bolsonarista paga pelo contribuinte – ela recebeu, em fevereiro, mais de R$ 35 mil brutos como procuradora da República.

Filters SVG