_Notas

4 de Outubro de 2022, 23h32

Médicos protestam contra Bolsonaro no Hospital das Clínicas

Manifestação começou após boatos de que presidente visitaria PM baleado internado no local.

4 de Outubro de 2022, 23h32

Quando ficaram sabendo da possibilidade de o candidato Jair Bolsonaro ir ao Hospital das Clínicas, médicos que trabalham no local – ligado à Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – ficaram indignados. “Bolsonaro não visitou nenhum hospital durante a pandemia e agora quando um PM é baleado ele vem fazer demagogia e politicagem?”, disse um dos médicos.

Os profissionais ficaram sabendo que Bolsonaro iria visitar um PM baleado, que está internado na UTI do trauma, dentro do complexo hospitalar.

Munidos de cartazes que lembram o descaso e as mortes da pandemia, os médicos organizaram um protesto na entrada do hospital. No local, segundo relatos, ainda havia policiais militares e bolsonaristas – houve bate-boca e eles ameaçaram rasgar um cartaz.

Segundo um dos participantes, o intuito do protesto era mostrar a indignação do corpo médico do HC com a postura do presidente, “que agora só vem no hospital em época de propaganda política”. “Ele nunca prestou nenhuma assistência aos profissionais da saúde, que trabalharam lá durante um tempão, ainda mais no enfrentamento à pandemia”. Segundo os médicos, o ato é suprapartidário e inclui profissionais que “vão votar nulo”.

O candidato Jair Bolsonaro está cumprindo agenda em São Paulo nesta terça. O Intercept tentou contato com a assessoria do Hospital das Clínicas na noite de terça, mas não houve retorno.

Filters SVG